Entrevista com Lara Fabian para a QUEM Acontece


LARA FABIAN, DO HIT 'LOVE BY GRACE', FAZ 1º SHOW NO BRASIL: "É O PAÍS Nº 1 NA MINHA BASE DE FÃS"


Cantora conversou com a QUEM sobre o sucesso de sua música que foi tema da personagem de Carolina Dieckmann em 'Laços de Família', sobre nova fase aos 48 anos e a expectativa em se apresentar pela primeira vez no Brasil

É impossível não se lembrar da luta da personagem Camila (Carolina Dieckmann) contra um câncer em Laços de Família (2000) sem se lembrar da voz de Lara Fabian, cantando Love by Grace.

Quase duas décadas depois do estrondoso sucesso, a cantora belga retorna ao Brasil para apresentar o show de sua nova turnê Camouflage, no dia 28 de setembro, em São Paulo. Em entrevista para QUEM, Lara falou sobre a expectativa de reencontrar os fãs brasileiros e de fazer o seu primeiro show no Brasil.

"Estou muito feliz e animada. Eu não venho ao Brasil há quase duas décadas e este é o país onde a maioria dos meus fãs estão. De acordo com o YouTube, o Brasil é o país número um na minha base de fãs. E eu vou estar me apresentando aí pela primeira vez, você pode imaginar? Este vai ser um momento especial na minha carreira", vibra ela.

Aos 48 anos, Lara imprime no palco a confiança que ganhou durante os anos na estrada. Ela afirma que aprendeu a deixar de lado as máscaras que usava para poder ser ela mesma nos palcos e fora dele.

"Eu aprendi ao longo dos anos a colocar a máscara de lado e ser quem eu sou, no palco e na vida real. Quem você vê no palco é quem eu sou. As pessoas sabem reconhecer honestidade, sinceridade. Eu estou aqui, como mulher, artista, mãe, esposa, humana. Isto é quem eu sou. Não sou perfeita e está tudo bem. Leva tempo às vezes para chegar a esse ponto de honestidade, mas é essencial para a felicidade. E se alguém não gosta de quem eu sou como artista ou como mulher, tudo bem. Não é grande coisa", explica.

QUEM: O que mudou em sua vida após o hit Love by Grace?
LARA FABIAN: Essa música será sempre um elo com o Brasil. Ela criou, graças a novela em que foi utilizada, um intercâmbio com os brasileiros, que é difícil de explicar e entender. Onde quer que eu vá, as pessoas me perguntam por que tenho essa relação especial com o Brasil e a resposta é Love by Grace. Há momentos na vida, às vezes coincidências, que moldam nossas vidas e criam caminhos que levam a lugares que você nunca esperaria que fosse. Essa história de amor com o meu público brasileiro é uma história tão difícil de explicar. É mágico. Eu sou muito grata por essa música e aos meus fãs brasileiros por tê-la escutado e por terem me encontrado. A letra de Love by Grace diz “Eu fui trazido aqui pelo poder do amor”. E é o poder do amor que me leva a São Paulo em setembro.

QUEM: Aqui no Brasil, sua música virou um hino para quem lutava contra o câncer. Você é muito procurada por pessoas que travam essa batalha?
LARA FABIAN: Sim. Quando você escuta esta música ou outras, elas podem ter um significado para você baseado no que está acontecendo na sua vida. Todos nós temos uma trilha sonora nas nossas vidas. Algumas músicas estão ligadas às nossas histórias de amor, outras às nossas decepções, à separação. São sobre perder alguém que amamos... Algumas servem para um momento difícil em nossas vidas. Uma música pode significar outra coisa para outra pessoa, isso depende do momento em que você a ouviu. É por isso que reluto sempre em dar muita explicação sobre uma música quando jornalistas me perguntam sobre isso. Algumas músicas, como “La difference”, têm uma temática que é óbvia. A diferença se tornou uma realidade na França para os direitos LGBT, pois fala sobre o simples fato de que "o amor é amor", e não há diferença nisso se você for heterossexual ou gay. Mas muitas outras músicas são mais "abertas" e livre para interpretações. E isso é bom assim.




QUEM: Mas você acredita que a música tem o poder da cura?
LARA FABIAN: Acredito que a música é muito importante em nossas vidas. Eu sei que existem várias terapias alternativas usando sons de música. Está cientificamente provado que a música tem um efeito físico no nível celular em nossos corpos, tanto quanto um impacto em nossa saúde mental. Mas é claro que eu não chegaria a falar que a música é uma alternativa à medicina clássica como cura. Acredito, porém, que o mundo seria um lugar triste, se não tivéssemos a música para acompanhar nossas vidas, nossas celebrações, nossas histórias de amor, nosso primeiro beijo, nossos beijos de despedida, nossos momentos de busca da alma e momentos difíceis. A música é muito poderosa. Eu tenho muita sorte de compartilhar músicas com outras pessoas, e usá-las como uma ferramenta para me conectar com outras pessoas. Estou ansiosa para estabelecer essa conexão mágica com o meu público brasileiro.

QUEM: O que gostaria de fazer durante a sua viagem ao Brasil? Tem vontade de visitar algum lugar ou comer algum prato típico?
LARA FABIAN: Apesar do Brasil ser um país absolutamente lindo, o que eu mais quero é encontrar os meus fãs brasileiros. Sei que eles têm sido incrivelmente pacientes e fiéis nestes anos todos, esperando que eu voltasse por mais de 15 anos. Isto é incrível e ainda mal posso acreditar nisso. Acima das ótimas coisas que vou visitar, ver e provar, estou ansiosa para me apresentar para o público brasileiro e encontrá-lo.

QUEM: O que os brasileiros podem esperar da sua nova turnê?
LARA FABIAN: O show é uma parte da Camouflage World Tour, que recebeu este nome depois do lançamento do meu último álbum. Mas ele vai ter hits dos meus álbuns anteriores. Vou cantar as minhas músicas em inglês e em francês também. No setlist vai ter I will love again, Adagio, Je suis malade, Je t’aime e outras canções. O show de São Paulo será o último da minha turnê mundial. Então, quero que seja um momento especial. Vou cantar Love by Grace, que incluí no setlist para este show de São Paulo.

QUEM: Falando sobre Camouflage, por que você escolheu esta música para dar o título ao álbum?
LARA FABIAN: Este também é o nome de uma música no álbum. Ela fala sobre como nós seguimos em nossas vidas às vezes, escondendo nossos verdadeiros sentimentos e emoções, e, às vezes, até mesmo escondendo nossas verdadeiras personalidades, tentando nos rotular, e nos tornar alguém que talvez não sejamos. Talvez apenas porque estamos com medo de mostrar nosso verdadeiro eu como nos sentimos vulneráveis? Ou, às vezes, nos escondemos também tentando satisfazer as expectativas de nossas famílias, das pessoas que amamos, dos amigos e dos outros ... E às vezes, simplesmente para nos proteger, como um camaleão; que também é o nome de uma música no álbum.

QUEM: Na música Camouflage, você diz: "Nós nunca vemos a dor real que se esconde atrás do baile de máscaras... ". Como uma pessoa pública, quão difícil é ser você mesma e manter as suas ideias e opiniões?
LARA FABIAN: Pode ser realmente doloroso e pesado carregar uma máscara e esconder nosso verdadeiro eu. Como artista, sei o que é tentar conciliar a persona pública que somos, com o humano que somos também. E quanto mais esses dois personagens diferem, mais difícil se torna. E na maioria das vezes, nossa identidade como artista sofre disso tanto quanto nós, como humanos. Eu aprendi ao longo dos anos a colocar a máscara de lado e ser quem eu sou, no palco e na vida real. Quem você vê no palco é quem eu sou. As pessoas sabem reconhecer honestidade, sinceridade. Eu estou aqui, como mulher, artista, mãe, esposa, humana. Isto é quem eu sou. Não sou perfeita e está tudo bem. Leva tempo às vezes para chegar a esse ponto de honestidade, mas é essencial para a felicidade. E se alguém não gosta de quem eu sou como artista ou como mulher, tudo bem. Não é grande coisa.




QUEM: As redes sociais mudaram o modo como as celebridades se comunicam com os seus fãs. Como isto te afetou?
LARA FABIAN: A rede social é como um animal poderoso, que precisa ser domado. Vejo mais os aspectos positivos disto. Ela me permite me comunicar diretamente com os meus fãs, sem filtros para mediar ou distorcer o que digo. Ao mesmo tempo, vejo que tem várias armadilhas, coisas que não são essenciais podem se tornar grandes rapidamente, viralizar. E isto fere o jornalista sério e profissional. Vivemos em uma era em que partes de uma informação são rapidamente compartilhadas, às vezes até sem ser verificadas. Celebridades são criadas em minutos e as vidas de pessoas são destruídas em poucas horas. Vemos que às vezes isso pode gerar até explosões de violência, como no Sri Lanka recentemente, ou intimidação de adolescentes. Como artista, aprendi a lidar com isso e a tirar o melhor proveito disso, mas, como sociedade, ainda temos que educar nossos filhos para praticar o melhor uso dessas mídias sociais, para não ficarmos presos a elas.

QUEM: Quando estava procurando por sua idade, me surpreendi ao saber que vocês estava com quase 50 anos. É inacreditável! Qual o seu segredo de beleza?
LARA FABIAN: Obrigada pelo elogio! Estou me aproximando dos 50, nasci em 1970. Não tenho segredos de beleza para dividir ou produtos para promover. A única coisa que eu compartilho não é um segredo: uma vida saudável, se alimentar saudável, evitar todo tipo e excesso e se rodear de pessoas boas, que você ama e que te amam.

QUEM: Como você lida com o passar dos anos? É algo que já te preocupou?
LARA FABIAN: Eu não tenho problemas com o envelhecimento. Eu sou mais feliz na minha vida do que nunca. A obsessão com a juventude pode tornar alguém muito infeliz, porque o que você fizer, Deus não abrirá uma exceção com você, você envelhecerá. Isso é vida, isso é natureza. Claro, precisamos cuidar da nossa saúde. Essa é uma coisa que dou importância também. Nossos corpos não podem ter o mesmo nível de desempenho nos 50, como aconteceu nos 20. Isso é realidade. Mas eu admiro mulheres bonitas, que são mais fantásticas do que nunca, como Jane Fonda, Catherine Deneuve, Sophia Loren e Isabella Rosellini. Não há vergonha em envelhecer graciosamente, pelo contrário.


Lembrando que o show acontece no dia 28 de setembro no Espaço das Américas em São Paulo. Os ingressos já estão disponíveis à venda diretamente nas bilheterias do Espaço das Américas ou através do app ou site da Ingresso Rápido pelo link: https://www.ingressorapido.com.br/event/6098/


Entrevista por MARINA BONINI publicada no Site: https://revistaquem.globo.com/Musica/noticia/2018/08/lara-fabian-do-hit-love-grace-faz-1-show-no-brasil-e-o-pais-n-1-na-minha-base-de-fas.html

Compartilhar Google Plus

Autor Jamerson

Postagens Relacionadas

1 comentários :

  1. Amei a entrevista! Gente quantos beleza e maturidade numa só pessoa. Lara é muito original. Sinto a suavidade nas frases, objetivas e elegantes, fala com naturalidade e esmero! Ela falou de algo que sinto, nos encontramos através de Love By Grace, foi um sentimento que amadureceu com o tempo. Hoje é tão maior do que quando aconteceu esse encontro. Vejo o porquê dela ser tão especial nas nossas vidas! Dizer : eu amo a Lara é real, porque ela é vc exatamente como a vemos. Difícil amar a quem a gente não conhece!!! Mil vezes parabéns a Revista Quem. Parabéns,Lara! Te aguardamos!!!!

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial