Ouça "Non Coupable" + Letra e Tradução




Ouça aqui a canção inédita lançada hoje na Re-edição de colecionador do "Ma Vie Dans La Tienne". A música Non Coupable faz parte da tracklist da nova turnê que estreou semana passada. Confira a versão em estúdio da música, a letra e a tradução livre em português.



LETRA

Non, non je ne prends jamais des chemins de traverses
Pas de murs qui se frôlent, de paupières qui se baissent
Je regarde tout droit, encensée, mise en pièces
Mais il n'y à pas que la vérité qui blesse
Il y'à aussi le bruit qui court et qui s'attache
En rouge sur le CV ça fais comme une tâche
Même si c'est inventé, ce qu'on vomit et crache
Il me reste à chanter

Non coupable
Je ne m'excuserais pas de vivre et d'exister
Non coupable
Je ne m'accuserais pas, ce ne sont pas mes pêchés
On récolte ce qu'on sème, et si je suis coupable
C'est de n'avoir été, que Moi même ... Que Moi même !

Non, je ne chercherais pas la falaise la plus haute
Non je ne suis pas femme à étaler mes fautes
D'être l'ange ou la bête, pour faire partie des autres
Je ne dirais plus un mot, mais je le chanterai
Je dis Oui à la vie, à l'amour qui soulève
A tous ces bras tendus qui ont portés mon rêve
Et qui sont toujours là, pour que rien ne s'achève
Laissez-moi vous chanter 

Non coupable
Je ne m'excuserais pas de vivre et d'exister
Non coupable
Je ne m'accuserais pas, ce ne sont pas mes pêchés
On récolte ce qu'on sème, de Tout je suis capable
Même de gueuler Je t'Aime

Non coupable
Je ne m'excuserai pas d'avoir saisi ma chance
Non coupable
Je ne plierai jamais devant cette violence
Et je fais ce que j'aime, et si je suis coupable
C'est de n'avoir été, que Moi même ... Que Moi même !

TRADUÇÃO

Não, não eu nunca tomei o caminho errado
Sem muros que desmoronam, sem pálpebras cerradas
Eu olho pra frente, sou bem vista (pela critica), feita em pedaços
Mas não havia só que a verdade que machuca
Havia também os barulhos que cortaram e se acumularam
Em vermelho no meu currículo como uma mancha
Mesmo que fosse inventado o que vomitaram e cuspiram
Só me restou cantar...

Não sou culpada
Eu não vou me desculpar por viver e existir
Não sou culpada
Eu não vou me acusar, não são meus pecados
A gente colhe o que planta, e se eu sou culpada
é de não ter sido eu mesma... Eu mesmo!

Não, eu não vou procurar o penhasco mais alto
Não, eu não sou mulher de expor assim meus erros
De ser o anjo ou a fera pra me encaixar nos outros
Eu não vou dizer uma palavra, mas eu vou cantar
Eu digo sim a vida, ao amor que se levanta
A todos os braços estendidos que carregaram meu sonho
E que estão sempre aqui pra nada se acabe
Me deixe cantar pra vocês

Não sou culpada
Eu não vou me desculpar por viver e existir
Não sou culpada
Eu não vou me acusar, não são meus pecados
A gente colhe o que planta, de tudo (TOUT) eu sou capaz
mesmo de berrar Eu te amo (Je T'aime)

Não sou culpada
Eu não vou me desculpar por ter colhido meu destino
Não sou culpada
Eu não vou me curvar nunca diante dessa violência
E eu faço o que amo, e se eu sou culpada
É de não ter sido eu mesma.

Video : Lara Fabian Serbia
Tradução : John

Compartilhar Google Plus

Autor Jonathan

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial