Mensagem Oficial da Lara sobre o cancelamento de seu show no Uzbequistão

Há poucos dias atrás Lara Fabian nos deixou uma mensagem oficial em sua página do Facebook onde falou que teve que ser hospitalizada por um problema sério no ouvido logo após o show que realizou no dia 19 de outubro em Chevgny Saint Sauveur, que também resultou no cancelamento do show do dia seguinte que aconteceria em Auxerre (França). Lara disse ainda que teria que descansar por 10 dias intensamente, mas até então nenhum outro cancelamento estava previsto pois Lara estava se dedicando ao tratamento afim de não precisar cancelar mais shows.
Hoje, Lara postou em sua Página Oficial do Facebook e Instagram, uma mensagem em que fala sobre o motivo que a levou a cancelar o show que faria dia 27 de outubro em Tashkent (Uzbequistão), dessa vez não foi por problemas de saúde. Os shows em São Petersburgo que acontecem nos dias 29 e 30 de outubro continuam confirmados.
A notícia do cancelamento do show no Uzbequistão teve grande repercussão na imprensa. Veja a tradução da mensagem postada por Lara hoje:


"Queridos todos, acabo de ser informada pelo comunicado de imprensa da ACAT, retransmitido pela imprensa, que o Festival Cultural em Tashkent, para o qual eu teria que cantar em 26 de outubro foi administrado pela filha do Presidente do lugar.
Minha reação imediata foi escrever para garantir a minha equipe nos países do leste a saber que, nestas condições, não farei meu desempenho, portanto eu cancelei.
Estou chocada com a confusão política e recuperação imediata, no qual estou sujeita na imprensa sobre este assunto e estou profundamente magoada depois que li "Lara Fabian, nova vitrine do regime usbeque torturador"...
Eu gostaria de lembrar que desde há 25 anos atrás, eu sempre passei em minhas músicas, mensagens universais de amor, paz e tolerância.
Minha carreira e meus compromissos refletem os meus valores e estou chocada com o que se poderiam pensar de mim, então como poderei apoiar um regime não respeita os direitos humanos.
Sendo assim, gostaria de dizer que faço uma grande diferença entre cantar como parte de um show que é gerido diretamente por um membro (ou um parente) de um governo que não respeita os direitos humanos e ir fazer apresentações num país que tem um governo que não respeita os direitos humanos. No primeiro caso, eu não vou porque eu não quero apoiar essa política, ou servir como uma vitrine para o seu governo; no segundo caso, eu só canto para as pessoas que sofrem diariamente violações dos direitos humanos , na esperança de trazê-los com minhas canções um pouco de conforto e fazê-los viver um momento de entretenimento ... Para mim, é a diferença entre cantar para o governo e cantar para o povo. De acordo com os meus valores é que eu me recuso a fazer a primeira escolha, mas vou continuar a fazer a segunda, por respeito ao meu público que vivem em países que não respeitam os direitos humanos.

Lara."
Compartilhar Google Plus

Autor Jamerson

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial