Lara Fabian é capa da nova edição da revista Gala

Scans da Revista:


Mais Fotos:


Making Of do Ensaio Fotográfico


Tradução da entrevista da Lara ao Site da Revista Gala. Fr


Lara Fabian escolheu a revista Gala para uma sessão de fotos nua e assim evocar seu renascimento. A cantora tem um novo cd, o LeSecret nas lojas desde ontem e se entrega nas páginas de nossa revista.

Sua silhueta se afinou seu rosto está mais esculpido, mas sua voz continua intacta.
Após alguns anos de ausência (seu último álbum original foi em 2005) Lara Fabian (43) assina o Le Secret, disponível nas lojas desde 15 de abril.
17 faixas, que são histórias que se conectam sem se misturam, que se assemelham, sem se assemelhar.
Nesse meio tempo, ela se tornou mãe da pequena Lou, que completa seis anos em novembro, sua carreira explodiu nos países do leste mais notavelmente na Rússia, onde é uma grande estrela, ajudou Florent Pagny nas batalhas do The Voice, no canal TF1 e se separou de seu companheiro Gerard Pullicino. 
Hoje em paz consigo mesma ela se reconciliou com seu corpo e se livrou dos seus fardos.E ela prova isso:

Gala: Porque você aceitou posar nua pra revista gala?
Lara: Eu evolui. Hoje eu me olho com um olhar mais clemente. No passado, confesso que teria me sentido mal em aceitar fazer uma sessão de fotos como essa.
Não porque eu estava totalmente desconfortável comigo mesma, mais porque eu não irradiava a mesma energia.
Você sabe, uma mulher raramente se acha bela... e eu não sou exceção a regra.
Aqui, a fotografa Helène Renault, captou perfeitamente o estado de espirito, no qual eu estava naquele momento. 

Gala: Como você se sente?
Lara: Eu me sinto em paz comigo mesma. Isso está além de uma reconciliação  que ocorreu depois de uma luta com meu corpo.
É meu estado de geral de alma. Minha relação com meu corpo está muito mais simples. Eu me sinto portadora de uma maquina formidável.
De agora em diante, eu aceito ao mesmo tempo os defeitos e as fragilidades. Certo, que eu não sou nenhuma modelo, eu não tenho pernões de um metro e oitenta, mas, com a idade, tenho a impressão de ter escolhido o melhor para o que eu poderia me tornar. Eu me aceito tal como sou,sabendo que eu não sou perfeita.

Gala: Seu trabalho era atormentado por sua imagem?
Lara: A musica é pra mim, como uma disciplina esportiva. 
Há muito tempo eu prestava atenção no que eu comia e bebia, me exercitava moderadamente e era impossível comer barras de chocolate, por exemplo, isso não funciona bem com a flexibilidade abdominal que exige respiração. Pra cantar bem, não existe segredo, só se precisa estar bem na sua pele, estar confortável, sentir-se livre.  Devemos sempre cuidar de nós, e isso eu sempre fiz, mas, é verdade, eu
tinha 10 quilos a mais. Eu compensava minhas faltas e meu corpo precisava desses quilos. Eu estava na defensiva, eu me protegia.

Gala: Uma das músicas de seu novo álbum se chama Amourexique (relacionado a Anorexia). É uma história pela qual você passou?
Lara: Já passei por isso de fato, maltratando meu corpo. Outros estão lutando com o álcool ou as drogas... Isso pode acontecer.
Durante muitos anos, eu não me amava, eu tinha uma falta de ternura por mim mesma. Nessa música eu descrevo em filigranas todo esse mal que me afligiu. Eu canto por exemplo, que eu me alimentava de "Tulipas e água pálida". Nessa época minha desordem interior se traduzia em uma desordem alimentar. Mas após o nascimento da minha filha,  tudo ficou claro e eu soube que tinha encontrado meu equilíbrio.

Fonte: Gala.fr/ Tradução by: Jhon
Compartilhar Google Plus

Autor Jamerson

Postagens Relacionadas

3 comentários :

  1. Valeu pelo trabalho da tradução. Ótimo trabalho, Jhon. :)

    ResponderExcluir
  2. verdade meninos..obg por trazer a Ana pra mais perto de nós, de certa forma!bjãooo *-* by Aline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bjão Aline... ;) e parabéns pelo blog da Ana que tá cada vez mais bonito!

      Excluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial